domingo, 26 de maio de 2013

(Confiram o nosso novo Quintal de Peles!) Skin Yard.


Esse é o Skin Yard, uma das bandas grunge menos conhecidas do grande público mainstream. A banda ficou muito ativa entre 1985 e 1992. Apesar de seu sucesso estar totalmente restrito ao público underground da época, porém, foram de muita influencia sobre os seus contemporâneos (Mais notavelmente Screaming Trees, Soundgarden, Melvins e Green River) e um dos primeiros pioneiros do que foi considerado mais tarde o "grunge".

A banda foi formada em 1985 em Seattle, Washington, pelo guitarrista Jack Endino e o baixista Daniel House, que mais tarde se juntariam a Ben McMillan (Como vocalista) e Matt Cameron (Como baterista). O primeiro concerto da banda ocorreu em Junho de 1985, abrindo para os U-Men. Logo em 1986, um novo passo na sua carreira foi dado participando da coletânea Deep Six com duas músicas (Junto de outras bandas da cena, como Melvins, Soundgarden, Malfunkshun e Green River).
(Nota do autor: As duas músicas eu resolvi disponibilizar num EP com o mesmo nome do EP do Soundgarden na qual disponibilizei as músicas da mesma coletânea: The Deep Six Songs.)


Skin Yard - The Deep Six Songs (EP) (1986)
1. Throb
2. The Birds


Ainda naquele mesmo ano de 1986, a banda lança seu primeiro álbum, apenas intitulado Skin Yard pelo selo C/Z Records. (Nota do autor: A versão que eu tenho e com certeza a mais compartilhada por blogs por aí, é o relançamento do mesmo álbum em versão CD de 1990 ou de 1992, que contém 15 músicas. A versão original de 1986 contém apenas 9 músicas.)


Skin Yard - Skin Yard (1986)
1. Skins In My Closet
2. Reptile
3. Epitaph For Yesterday
4. The Blind Leading The Blind
5. Scratch
6. Dear Deceased
7. Stuck In A Plan
8. Jabberwocky
9. Gelatin Babies
10. Bleed
11. Out Of An Attic
12. Skinstruction
13. Red Tension
14. The Birds
15. She Shook Me Cold (David Bowie Cover)


Após o lançamento do álbum e do single Bleed, em 1987, o baterista Matt Cameron sai da banda para se juntar ao Soundgarden (Substituindo Scott Sundquist). No lugar de Cameron a banda inicialmente contratou Steve Wied (Que mais tarde, se juntaria ao TAD) mas ele não durou muito tempo, sendo substituído depois por Greg Gilmore (Que antes, era baterista do 10 Minute Warning e depois se juntaria ao Mother Love Bone) mas ele também não durou muito tempo. No outono daquele mesmo ano, Jason Finn (Que se juntaria ao Love Battery e ao Presidents Of The United States Of America) entra na banda permanentemente, mas após alguns shows, 8 meses depois ele deixou a banda por questões pessoais. Em seu lugar, o baterista Scott McCullum entra e a banda finalmente fica com a formação estável.

Em 1988, a banda retorna ao estúdio para a gravação de seu segundo álbum. Optando por lançar através do selo Toxic Shock Records, o álbum Hallowed Ground é finalmente lançado naquele mesmo ano de 1988.


Skin Yard - Hallowed Ground (1988)
1. Stranger
2. Open Fist
3. G.O.D.
4. Needle Tree
5. Burn
6. Hallowed Ground
7. In The Blackhouse
8. Throb
9. OP4
10. Wither
11. American Nightmare


A banda lançou o single Stranger, e prosseguiu com uma turnê nos EUA naquele mesmo ano, em pubs e casas do ramo underground, mas a turnê não foi muito bem-sucedida e o grupo considerou a turnê como "Uma excursão do Inferno". Após a não tão bem sucedida turnê, o baterista Scott McCullum deixa o grupo (Mas não antes de gravar o terceiro álbum, Fist Sized Chunks, junto com McMillan e cia.) e os integrantes restantes decidiram entrar em um hiato de quase um ano inteiro. Daniel House decidiu prosseguir seu trabalho com a C/Z Records, gravadora na qual era dono e presidente, enquanto que Jack Endino decidiu prosseguir seu trabalho mais conhecido: Como produtor musical, produzindo diversos álbuns das bandas locais. Ben McMillan e Scott McCullum decidiram formar o Gruntruck junto com o guitarrista Tommy Niemeyer (Que toca no The Accüsed) e com o baixista Tim Paul (Que tocava no Napalm Beach e no Final Warning).

Porém, em 1990, o baterista Barrett Martin resolve entrar pro Skin Yard, pegando os outros integrantes de surpresa, que não esperavam um retorno do Skin Yard com ele. E logo, a banda decide prosseguir com sua carreira, lançando o terceiro álbum Fist Sized Chunks pela Cruz Records em 1990.


Skin Yard - Fist Sized Chunks (1990)
1. Slow Runner
2. Go To Sleep
3. No Control
4. Through Nothing
5. Hungry And Hanging
6. Ritual Room
7. Over The Moon
8. Drunk On Kerosene
9. Gentle Collapse
10. No Right


Não muito tempo depois do lançamento de Fist Sized Chunks, a banda, revitalizada e agora com Martin na bateria, prepara-se para gravar e lançar seu quarto álbum, intitulado 1000 Smiling Knuckles. O álbum foi lançado novamente pela Cruz Records em 1991.


Skin Yard - 1000 Smiling Knuckles (1991)
1. 1000 Smiling Knuckles
2. River Throat
3. Words On Bones
4. Living Pool
5. Headswill
6. Psychoriflepowerhypnotized
7. Material Freak
8. Jezechrist
9. Nietzsche With A Pizza
10. Burn A Hole


Considerado por crítica e público como o melhor álbum do Skin Yard, 1000 Smiling Knuckles se difere um pouco dos anteriores devido ao maior peso presente nas músicas. Um single é lançado, da música Psychoriflepowerhypnotized, mas não garante nenhum sucesso no mainstream, tendo sucesso mais restrito ao circuito underground. Naquele mesmo ano de 1991, um dos fundadores da banda, o baixista Daniel House, decide sair do grupo para poder ficar mais com a sua família. Em seu lugar entra o baixista Pat Pedersen, mas a saída de House da banda levou a mesma a se acabar aos poucos, devido a alguns fatores, como Jack Endino (guitarrista) ter conseguido uma carreira promissora como produtor e Ben McMillan (vocalista) ter conseguido mais sucesso no meio do metal e do mainstream com o Gruntruck, por exemplo.

Mas isso não impediu a banda de gravar seu último álbum de estúdio naquele mesmo ano de 1992. Sob o nome de Inside The Eye, o álbum ainda não foi lançado naquele mesmo ano de 92, pois a banda havia encerrado as atividades logo depois da gravação. Ben McMillan, naquela época, decidiu se focar totalmente no Gruntruck, assim como Jack Endino decidiu se focar mais no seu trabalho de produtor musical. Barrett Martin, após o fim do Skin Yard, foi convidado para assumir o posto de baterista dos Screaming Trees, também conseguindo muito sucesso naquela época, além de ter feito algumas jams com Pat Pedersen na banda solo de Endino, Endino's Earthworm. Ele também se tornou baterista do supergrupo Mad Season, junto do guitarrista do Pearl Jam, Mike McCready, o baixista John Baker Saunders e o vocalista do Alice in Chains, Layne Staley. Em 1993, o álbum Inside The Eye foi lançado postumamente pelo selo Cruz Records, e inclui o single Undertow.


Skin Yard - Inside The Eye (1993)
1. Inside The Eye
2. Miss You
3. Not In Love
4. Undertow
5. Wait For More
6. Fight
7. Western Wall
8. Across The Wind
9. Blindfold
10. Slow Dive


Além disso, Inside The Eye não foi o único trabalho póstumo da banda. Daniel House, um dos integrantes do Skin Yard, continuou lançando CD's pela gravadora onde era dono e presidente, a C/Z Records, até 2001. O último lançamento da gravadora foi a coletânea de raridades Start At The Top, naquele mesmo ano, e em 2003, Jack Endino encontrou diversas fitas contendo muito material raro ao vivo e demos do grupo, e decidiu lançá-las de forma independente numa coletânea chamada The Perfect Lawn (Live 1991-1985).


Skin Yard - Start At The Top (2001)
1. Start At The Top
2. Watch
3. Jump The Wall (Gentle Collapse)
4. Machine Gun Etiquette (The Damned Cover)
5. Twelve Points
6. Make Room
7. Snow Blind (Ace Frehley Cover)
8. Hey Bulldog (The Beatles Cover)
9. This Lonely Place
10. NWAP II
11. The Ha-Ha
12. No Right (Alternate Version)



Skin Yard - The Perfect Lawn (Live 1991-1985) (2003)
1. Drunk On Kerosene (Den Bosch, Holland, 1991)
2. Hallowed Ground (Den Bosch, Holland, 1991)
3. Stranger (Red Farm Films, Seattle, Washington, 1990)
4. River Throat (Red Farm Films, Seattle, Washington, 1990)
5. Go To Sleep (Red Farm Films, Seattle, Washington, 1990)
6. Hungry And Hanging (Red Farm Films, Seattle, Washington, 1990)
7. Words On Bone (Red Farm Films, Seattle, Washington, 1990)
8. Start At The Top (KDVS, Davis, California, 1991)
9. Psychoriflepowerhypnotized (KDVS, Davis, California, 1991)
10. No Right (Omaha, California, 1990)
11. Ritual Room/Slow Runner (Rat Club, Boston, Massachusetts, 1989)
12. In The Black House (KDVS, Davis, California, 1989)
13. Stuck In A Plan (Melting Fish Party, Seattle, Washington, 1986)
14. Poneman Intro/Scratch (Vogue, Seattle, Washington, 1985)
15. Birds (Vogue, Seattle, Washington, 1985)
16. Gentle Collapse (Instrumental Demo, 1985)

Um comentário:

  1. Hi - THis is Daniel, the bassist from Skin Yard. while it appears that you are a fan, it's kind of shitty that you'd decide to make available all of our music for free. Perhaps instead you could provide links for your readers to actually buy our music. In that scenario, we actually get to earn a few dollars here and there. The music is available on most all of the normal sites that you would expect - try Amazon or iTunes. Thanks

    ResponderExcluir